APRESENTAÇÃO

História

Relatos históricos mais remotos sobre lutas sem armas provém de aproximadamente 3.000 anos na Índia, também na Pérsia, China, Egito, Mesopotâmia e Japão.

Em relatos mais recentes conta-se que Bodhidharma
viajou da Índia para a China para divulgar o budismo.

Na China estabeleceu-se nas montanhas Sun em um mosteiro chamado ShaoLin. Então, passou a ensinar aos monges a prática do Zen, mas após algum tempo percebeu, que estes, não suportavam o rigoroso treinamento, onde chegavam a dormir e até mesmo a desmaiar durante os longos períodos de meditação.

Para fortalecê-los físico e mentalmente adaptou uma série de movimentos trazidos da Índia. Esta prática não só melhorou a saúde dos jovens monges, como também os transformou mais tarde em exímios lutadores. Os treinamentos práticos trouxeram aos monges serena confiança e a grande possibilidade de se defender de salteadores.

Mais tarde, estes movimentos criados por Bodhidharma deram origem a vários métodos de luta. Monges peregrinos levaram essas técnicas da China ao Japão, onde particularmente em Okinawa houve um grande avanço.

A evolução do Karatê

As técnicas de luta indiana que Bodhidharma ensinou aos monges deram origem ao Kempô, que se popularizou na China. O Kempô foi levado até a ilha de Okinawa através de monges peregrinos e após sofrer a influência de lutas nativas passou a ser chamado: Okinawa-te.

Sendo mantida secreta durante muito tempo, e tendo um grande desenvolvimento quando a utilização de armas foi proibida na ilha. Dois estilos de luta se tornaram mais conhecidos: o Shuri-te (velocidade e elasticidade) e o Naha-te (força e contrações). Somente a partir de 1900, o Okinawa-te passou a ser conhecido no Japão e incorporado definitivamente à sua cultura.

Gichin Funakoshi

Gichin Funakoshi nasceu em Shuri, Okinawa em 1868 e iniciou seus treinamentos aos 11 anos de idade, com o mestre Asato, no duro sistema Naha-te, e com o mestre Itosu, no sutil sistema Shuri-te. Após longo período de treinamento obteve ótimo desenvolvimento em ambos os estilos e se destacou como um dos melhores de Okinawa.
No final do século XIX, o ensino da Arte de Okinawa-te passou a fazer parte do currículo escolar. Por volta de 1922, Funakoshi foi convidado para demonstrar o Okinawa-te no Japão, em uma exposição de Educação Física promovida pelo governo japonês em Tokyo.
A arte foi muito bem aceita e o mestre Jigoro Kano (criador do judô) convidou-o a permanecer e ensinar sua arte no Japão. Funakoshi reestruturou e codificou as técnicas de luta passando a chamá-las de Karatê-dô. O Karatê-dô passou a ser bastante divulgado nas escolas e universidades, espalhando-se pelo Japão.

1936: Foi criada a “Shoto-Kan” o primeiro “dojo” independente de karatê, e desta forma incorporou definitivamente o karatê às antigas artes do budô, adaptando-o técnica e filosoficamente ao Japão. A 2ª guerra Mundial interrompeu o crescimento do Karatê e a sede da Shotokan foi destruída em um ataque aéreo.

1948: Foi criada a Nihon Karate Kyokai (Associação Japonesa de Karatê) tendo mestre Funakoshi como mentor, sendo associado diretamente por Massatoshi Nakayama e Hidetaka Nishiyama. O grande mestre faleceu em abril de 1957 aos 88 anos de idade, pouco tempo depois de dizer: “Acho que começo a entender o que é um verdadeiro tsuki (sôco)”.

Os 20 ensinamentos do Mestre Funakoshi

  • 01.

    O karatê inicia e termina com saudações.

  • 02.

    No karatê não existem golpes de agressão.

  • 03.

    O karatê segue o caminho da razão.

  • 04.

    Conheça-se a si próprio antes de julgar os outros.

  • 05.

    A principio lapidar o espírito, depois a técnica.

  • 06.

    Evitar o descontrole do equilíbrio mental.

  • 07.

    A falha surge com a acomodação mental e física.

  • 08.

    O karatê não se limita apenas ao dojo.

  • 09.

    A essência do karatê se descobre no passar da vida.

  • 10.

    Dará frutos quando associado à vida cotidiana.

  • 11.

    É igual água quente: se não recebe calor, esfria.

  • 12.

    Não pense em vencer, mas não pense em derrota.

  • 13.

    Mude sua posição conforme o tipo de adversário.

  • 14.

    A luta depende do bom motivo da teoria Yin (-) e Yang (+).

  • 15.

    Imagine que seus membros são espadas.

  • 16.

    Para o homem que sai do seu portão, existe milhões de adversários.

  • 17.

    No princípio, seus movimentos são artificiais, mas com a evolução tornam-se naturais.

  • 18.

    A prática de fundamentos deve ser correta. Enquanto em uso torna-se diferente.

  • 19.

    Domínio do seu corpo na coordenação, na força, na velocidade e elasticidade.

  • 20.

    Estudar, criar e aperfeiçoar-se constantemente.

Dojokun

Para os praticantes do Karatê-dô existem cinco lemas que são mandamentos fundamentais onde, estes, devem sempre se lembrar. São eles:

Hitotsu
jinkaku kansei ni tsutomuru koto.

Esforçar-se para a formação do caráter.

Hitotsu
Makoto no michi o mamoru koto.

Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão.

Hitotsu
Doryoku no seishin o yashinau koto.

Desenvolver a persistência e o esforço.

Hitotsu
Reigi o omonzuru koto.

Respeito acima de tudo.

Hitotsu
kekki no yu o imashimuru koto.

Conter o espírito de agressão.

Ouça os lemas do Karatê Dojokun

Karatê-dô

Caminho das mãos vazias.

O Karatê é uma arte milenar que utiliza técnicas de ataque e defesa de grande eficiência que fortalece o corpo e o espírito. A utilização de armas acompanha toda a história do homem desde o início de sua existência e, infelizmente, ainda existem conflitos entre os seres humanos. Com a prática correta do Karatê é possível aprender a conviver com esta realidade e perceber nossos instintos, podendo evitar comportamentos inadequados. O conflito, a vingança e os impulsos agressivos não trazem bons resultados. O praticante de Karatê deve tentar adquirir equilíbrio e tranqüilidade mental e física.

O sucesso individual é obtido quando o treinamento do Karatê é orientado corretamente, e este benefício conquistado chama-se: Karatê-dô. Ou seja, o caminho adequado para aumentar sua potencialidade. O mundo moderno globalizado e industrializado está levando as pessoas a um estado de stress crônico, podendo gerar ansiedade e depressão. Desta forma, as pessoas tendem a esquecer a importância dos valores humanos e, consequentemente, agravando os conflitos e problemas sociais.

A base principal de apoio e desenvolvimento do karatê é o respeito, a cortesia, a educação e o caráter. Por isso o karatê não deve ser usado para a briga. O verdadeiro karatê é para o dia-a-dia. Através de treinamentos corretos, o Karatê-dô proporciona benefícios como: equilíbrio da razão, descoberta de suas potencialidades, visão e compreensão das leis da natureza e dos atos humanos. A prática causará um melhor rendimento no trabalho, fazendo com que a vida se torne mais plena e saudável. Este é o caminho da “Grande Paz”.

Karatenihon Karate Kyokai(Nkk) e a Japan Karate Association (JKA) Brasil

A Nihon Karate Kyokai (NKK ou JKA)
é uma entidade reconhecida pelo Ministério da Educação do Japão, considerada o centro de Karatê Mundial
ao longo de sua história.

Esta entidade conserva o Espírito de Budô (Caminho da Arte Marcial) e a técnica com eficiência.
Foi a pioneira no Japão, em campeonatos de Karatê e continua conservando as regras do Budô.

O verdadeiro sentido do treino de Karatê não é a vitória ou a derrota. Um treino deve estimular a formação pessoal equilibrada. A JapanKarateAssociation é uma organização moderna, que proporciona o ensino de Karatê com responsabilidade, na qual todos os países podem confiar no seu ensino da prática correta desta arte marcial.

A Nihon Karate Kyokai (NKK) / Japan Karate Association (JKA) segue as mais puras tradições implantadas pelos mestres G. Funakoshi, M. Nakayama e, hoje, M. Suguiura. A única reconhecida pelo governo japonês para a prática e difusão do Karatê-Dô, e autorizada pelo Ministério da Educação do Japão para a realização de campeonatos no Ginásio Budokan, Templo de Artes Marciais do lendário Palácio do Imperador, na capital do Japão.

Considerada a maior do Japão, possui uma rede de ensino em toda a província e em mais de 50% das universidades. Constitui a maior organização mundial de Karatê e reúne o maior número de participantes em todo o mundo, tendo inclusive sedes em todos os países.

Mestres Sasaki e Machida

No dia 01 de maio de 1997 foi criado em nosso país o Instituto Shotokan NKK JKA do Brasil,a única organização representante e legalmente credenciada pela matriz mundial (Kouraku - Tokyo - Japan) para desenvolver essa linha no Brasil. A NKK JKA do Brasil tem à sua frente um grupo de professores liderados pelos mestres Yasuyuki Sasaki e Yoshizo Machida.

JKA Paraná

ACESSO RESTRITO

ASSOCIAÇÕES, ENTIDADES E PESSOAS FÍSICAS